Home Sem categoria Perdoar

Perdoar

by emersondias

Os 3 estágios de perdão

Ontem foi uma segunda-feira fria, mas com um céu azul de encher os olhos, um sol que dava gosto ficar debaixo da sua luz se esquentando. Depois de muita insistência do meu filho, fui levá-lo brincar na areia da praia. Fiquei lendo um livro enquanto ele viajava em sua imaginação. Depois da areia o entediar, ele começou a aventurar-se em um pequeno rancho feito por pescadores para guardar barcos e tralhas de pesca. Já na era hora de ir embora, ele vem com a mão toda suja e mancha minha roupa sem querer. Em um ímpeto levantei a voz e briguei com ele. Ele começou a chorar, levantamos, sacudimos a poeira e pegamos a estrada de volta. Já em casa, anoitecendo, ele olha pra mim com uma carinha de choro dizendo: “Você tem que me pedir desculpas!”. Olhei pra ele com espanto, pois toda e qualquer atrito entre nós ele sempre esquecia e não dava importância. Mas desta vez ele olhou-me nos olhos e exigiu desculpas. Eu falei: “Filho me perdoa?” Ele continuou a exigir desculpas, eu abri um sorriso, eu expliquei que “pedir desculpas” e “me perdoe” naquele contexto tinha o mesmo sentido.

Vejam só como situações, digamos, não muito bem resolvidas, começam a ocupar lugar em nossa mente, esta foi a primeira vez que isto nos aconteceu. Aprendi com ele, qual a vantagem de não resolvermos estas questões pontualmente? Quantos acontecimentos ainda carregamos como um fardo pesado em nossas mentes? Lembro-me que quando perdoei pessoas que eu “achava” que me fizeram mal, foi um divisor de águas, fiquei mais leve e minha vida começou a fluir e tornei-me livre para viver novas experiências, sim o passado mal resolvido aprisiona.

Mas hoje tenho a consciência que perdoar ainda é muito pouco, quase nada. Eu diria que o perdão é como uma esmola para uma alma mendiga. Como assim? O importante é ressignificar o passado. Evidente que passado já passou, mas será que “ele já era”? Importante percebermos que toda vez que revisitamos o passado, sinaliza algo não resolvido. Se está vindo à tona em nossa conversa interior, se incomoda, então é preciso ressignificá-lo. O nó precisa ser desatado. Problemas precisam de solução para deixarem de ser problemas, senão, por si sós não teriam razão de existir. Resolva tudo no tempo do agora.

Transforme-se em uma empresa perfeita, aquela que vende seus produtos, dá oportunidade e vantagens aos seus clientes para devolverem as embalagens e resíduos orgânicos, assim um eficiente processo de reciclagem usa a mesma energia para retroalimentação da fábrica, tudo isto deixando o planeta livre de qualquer lixo. Isto é totalmente possível quando melhoramos processos, sendo em nossas vidas ou no mundo corporativo. Assim podemos usar de forma limpa a máquina mais poderosa de toda a humanidade: corpo, mente e alma funcionando juntos em harmonia.

Sonhar, planejar e imaginar é o nosso caminho natural rumo a excelência divina. Somos feitos imagem e semelhança do Criador, nossa obrigação é multiplicarmos os talentos que nos foram confiados, ao invés de perdemos nosso valioso tempo remoendo a mesma coisa sempre (temos um propósito maior). Aquilo que o outro nos fez nada mais foi que expor nossos pontos fracos, nós mesmos nos colocamos naquela situação, deveríamos sim, é ser gratos por recebermos este presente. Temos um propósito maior aos olhos do Criador, resolver problemas e transformá-lo em degraus na escalada da vida, nos faz fortes e confiantes, rumo a uma recompensa maior, assim está escrito e todos tem acesso. Valorizamos melhor nossas vidas quando estamos alinhados a um propósito maior.

O poder de focar está na direção dos nossos olhos. Quando nós olhamos diretamente para o obstáculo, este vira problema, quando os olhos se voltam para o propósito maior, o obstáculo se torna degrau para pisarmos e alavancarmos nossa subida. Imagine ouro ou diamantes, se fossem tão fáceis de encontrar talvez suas belezas não seriam tão apreciadas. Assim encaro o desafio da vida: somos os heróis da nossa própria jornada, precisamos tomar consciência disto. Você é muito maior que seus problemas, todos os problemas possuem uma solução embutida e sem dúvida, perdoar é uma das palavras mágicas que transformam problemas em oportunidades.

Classifico o perdão em 3 estágios:

  1. Perdão da Boca Para Fora: perdão automático, para se livrar rápido daquela situação incômoda. Tem certa importância, pois a palavras quando bem utilizadas tem poder inimaginável, mas para terem força precisam de entonação, emoção e precisam ser seguidas de ação, para se tornarem crenças firmes no cérebro. Palavras sozinhas se vão ao vento fácil, não tem peso.
  2. Perdão Com Emoção: geralmente este perdão vem seguido de algum outros sentimentos. Se for pena e precisamos ficar atentos. Pena é colocar-se no lugar do outro e sentir o mesmo que o outro está sentido, sentimento muito perigoso e viciante. Comece a transformar pena em compaixão, pois assim, você se coloca no lugar do outro, entende a situação e se puder ajudar, aja. Perdão tem que ser sincero, “sem cera”, sem máscaras, o mais puro possível, o perdão de coração. Foi assim será que meu filho me perdoou?
  3. Perdão Divino: este é o perdão mais valioso, é a joia rara de qualquer colecionador. Para que perdoar, se não houve nada de ruim? Olhe como é importante o foco na missão: quando Jesus estava passando por uns dos piores sofrimentos físicos e psicológicos que alguém poderia passar, mesmo assim deixou uma pedra preciosa para ser lapidada em nosso caminho: Ele disse na cruz: “Perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem”. O que o homem faz ao verdadeiro amor, o Amor Crístico, que é deixá-lo em segundo plano, não merece nenhum tipo de punição, pois é tão somente fruto da ignorância humana. Assim como meu filho brincando na areia pode encontrar um diamante bruto na areia e atirá-lo fora por achá-lo desinteressante, assim somos nós ao não darmos importância para o nosso relacionamento com Deus.

Quando compreendemos ainda em vida quais os motivos que certas situações em nossa vida nos causaram tanto estrago, adquirimos assim o autoconhecimento e conseguimos ter mais controle da máquina de realizações que Deus colocou à nossa disposição. Nosso corpo é nosso templo.

Perdonare do Latim, é junção do prefixo: per-, “total, completo”, e mais donare, “doar, entregar”. O importante é doar-se por completo, deixar o egoísmo de lado, viver o momento intensamente mesmo que seja tardio. Perdoar é libertador, maravilhoso, é sentir novamente a energia fluindo dentro de você, é assim que lidamos com a energia divina, deixamos ela fluir livremente dentro de nós, para que ela incorpore chegue a todos ao nosso redor, através de nossas palavras, nosso trabalho, nossos pensamentos, assim tudo flui, não de um jeito certo ou errado mas sim que flua dentro de mim, você, evangélico, católico, sem filosofia ou religião, não importa a casca, todas as árvores movimentam sua seiva, isto é vital, nada do que vem de fora pode impedir este processo, a seiva chegará até a última folha.

Cada um de nós carrega uma Centelha Divina única, que é uma pequena parte do nosso Criador, compartilho uma verdade contigo: cada vez que soltamos nosso perdão esta Centelha brilha, brilha tão forte quanto fogo, que queima todo e qualquer sentimento de perda ou dor. Depois da queimada só sobram as cinzas que se desfazem como lágrimas, são gotas de chuva transportando as cinzas até as raízes mais profundas, transformando-as em nutriente. Tudo é energia, tudo se transforma, só existe crescimento.

Comments

0 comments

You may also like

Leave a Comment